O que precisa de saber para escolher a sua casa? – Parte 4 de 5

Estado da habitação

A casa onde vai morar deve ser entendida como um investimento. Não é só escolher o local, verificar os acessos, negociar o preço e escolher o banco onde vai contrair o empréstimo. É lógico que o preço é o elemento que mais pesará na sua decisão, mas lembre-se que o seu estado, quer seja novo ou usado, é também um dos principais factores a ponderar.

• Construção de raiz

Começa-se pela compra do terreno, passa-se pelo desenhar do projecto e por toda a burocracia associada às licenças necessárias na Câmara, avança-se para a construção, mas até estar tudo concluído pode demorar anos (e com muitas dores de cabeça). Porém, pense: a habitação vai ficar exactamente como idealizou e sonhou (o maior benefício desta solução reside precisamente na personalização total da casa, podendo escolher a organização das divisões, o espaço pretendido em cada uma – é uma casa puramente à sua medida). Por exemplo, para quem privilegia um jardim ou sonha com uma piscina acoplada a uma zona de churrascos é o ideal.

• Casas em construção

 Tecnicamente designadas por “casas em planta”, as habitações que se adquirem estando ainda em construção podem ser uma boa opção pelo facto de serem muito mais baratas e por terem a possibilidade de personalização ao gosto do consumidor. Todavia, o prazo estabelecido para o término da habitação pode não ser respeitado pelo construtor ou a empresa de construção pode falir antes de terminar o projecto.

banner_vidór

• Usada (por remodelar ou pronta a habitar)

Caso opte por um imóvel usado poderá ter uma benesse no preço e o processo de mudança será mais rápido. No entanto, poderá ter de efectuar remodelações, por isso importa considerar este custo no montante total a pagar. Uma casa que necessite de muitas obras, ainda que seja barata, pode sair-lhe muito cara (especialmente se precisar de substituir a canalização e de remodelar a cozinha e a casa de banho, por exemplo). Se precisar de adquirir uma casa rapidamente, no curto prazo, esta não é uma boa solução.

• Nova e pronta a habitar

A opção entre a compra de uma habitação nova ou usada é sempre algo a ponderar, até porque uma nova tem um preço mais elevado do que uma usada, mas, por outro lado, terá menores custos de manutenção e poderá ser personalizada a seu gosto, para além de que não exige planificação, escolhas ou trabalhos a fazer, pelo que em pouco tempo pode ter a chave na mão. No fundo, esta última opção é a ideal para quem não tem tempo a perder.

No processo de análise do estado da habitação, avalie não só o estado de conservação da fachada exterior do prédio e áreas comuns, mas também as condições das canalizações, instalações eléctricas e elevadores. Questione sobre o regulamento do condomínio e contas do prédio, informando-se também acerca do valor que existe disponível no chamado fundo de reserva do condomínio.

Verifique ainda se a Câmara Municipal não tem direito de preferência na aquisição dos imóveis na localização em que considera comprar.

→ Consulte aqui a parte 3 de 5 deste nosso artigo

Anúncios

One thought on “O que precisa de saber para escolher a sua casa? – Parte 4 de 5

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s